rbIncluir a bicicleta nas políticas públicas a serem desenvolvidas pelas prefeitas e prefeitos e vereadoras e vereadores no mandato 2017-2020 é um dos objetivos da Campanha Bicicleta nas Eleições, promovida pela União de Ciclistas do Brasil – UCB

Dar apoio aos representantes de organizações de ciclistas para que eles pautem a mobilidade urbana por bicicleta junto aos candidatos ao executivo e legislativo municipais das eleições 2016: esse é um dos objetivos da Campanha Bicicleta nas Eleições, promovida pela União de Ciclistas do Brasil. Lançada no último dia 9 de junho, a iniciativa, fruto de um projeto do Grupo de Trabalho de Políticas Públicas (GT Políticas Públicas) da instituição, já conta com a adesão de 26 municípios das cinco regiões do Brasil, dentre as quais estão capitais como Belo Horizonte, Manaus, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo, bem como cidades pequenas, a exemplo de Breves, no Pará, e médias, como Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul.

Ser ponte na troca de informações e conhecimento entre todas as cidades integrantes da campanha e assessorar na construção de materiais técnicos, políticos e de comunicação – cartas compromissos, releases, ações diretas de rua e outros – são mais alguns dos objetivos da Campanha. Guilherme Tampieri, coordenador de articulação Bicicleta nas Eleições e Diretor Administrativo da UCB, acredita que a bicicleta será uma das pautas discutidas no período eleitoral pelos diversos segmentos sociais. “Com a Campanha, esperamos aproveitar esta janela de oportunidade de diálogo e incidência, aberta a cada quatro anos, para ampliar a inclusão da bicicleta nas políticas públicas a serem desenvolvidas pelas prefeitas e prefeitos e vereadoras e vereadores no mandato 2017-2020”, afirma.

As organizações interessadas em participar da campanha Bicicleta nas Eleições podem inscrever-se em www.bicicletanaseleicoes.org.br. A adesão é gratuita.

Fonte: Revista Bicicleta

Link: http://bit.ly/294VtbH